Namorada de Weigl relata pânico na hora do ataque: "Estávamos ao telefone e ele começou a gritar"

Comentários ao Artigo